Alunos foram à descoberta do Ambiente

Duas turmas do André Soares foram ao Centro de Ciência Viva de Braga onde foram exploradas questões ambientais. Os alunos frequentaram uma oficina pedagógica sobre o charco pedagógico onde tiveram a oportunidade de observar toda a biodiversidade associada a esta zona húmida. Os alunos também visualizaram um filme imersivo no planetário.


 

Concurso de fotografia “A Terra pelos meus olhos”

A Olívia venceu o concurso de fotografia “A Terra pelos meus olhos” promovido pelo Centro Ciência Viva de Braga. Nesta primeira edição foram enviadas mais de 80 fotografias na sua maioria de Braga, mas também de outras localidades como Póvoa de Lanhoso e Sintra.
Este desafio enquadrou-se nas celebrações do Dia Mundial da Terra e pretendeu atrair fotógrafos de várias idades com trabalhos com as apresentações de fotografias que valorizassem a preservação e regeneração do ambiente e a natureza, com a prática de observação, conhecimento e registo, através da fotografia, da natureza, do ambiente e da ciência.


 

Noe, o alemão que luta para salvar a costa portuguesa

Numa praia perto de Lisboa, Andreas Noe, um alemão que vive em Portugal, divertir-se com a sua prancha de surf. Ao anoitecer antes de ir embora, Andreas recolhe plástico da praia. Durante 58 dias a recolher lixo da costa portuguesa, Noe fez um documentário “com o objetivo de aumentar a sensibilização para a poluição pelo plástico e de dar voz a todas as ONG”. Andreas era biólogo molecular, mas demitiu-se do seu trabalho porque “era impossível ignorar este problema tão grave”. Adverte que “o mais importante não é a limpeza em si, é alertar a sociedade para o problema”.
:: ver artigo completo


Comemoração da chegada da Primavera


Uma ação de arborização, mais propriamente a plantação de duas árvores de fruto com mensagens muito especiais [no dia que assinalou, também, o Dia Mundial da Poesia], sensibilizou as nossas crianças, adultos do Futuro, para as várias questões da preservação ambiental e fomento ecológico.
Os alunos da Escola André Soares entoaram, com muita Energia, um comportamento muito Verde!


 

Um Charco! Um Projeto!

Numa cultura de ambiente colaborativo, motivacional e de proteção, professores e centenas de alunos da EB 2,3 André Soares contribuiu para a construção do Charco no jardim da Escola.
Com orientações da Casa de Ciência de Braga, o Clube de Ciência Viva e a equipa Eco escolas, com o apoio incondicional dos docentes e dos alunos da nossa escola, assim como, de outras entidades que colaboraram, particularmente a Câmara Municipal de Braga, tornou possível este concretizar. De uma forma arrojada, procuramos que este projeto possa servir para os alunos como um ambiente promotor do sucesso escolar a partir do desenvolvimento de aprendizagens pelo ensino experimental demarcado pela ciência e tecnologia. O ensino nesta abertura, pode atuar transformando potenciais em competências para a vida. Por outro olhar, enriquecer a escola com mais recursos, motivações e compreensão que no nosso planeta há uma liberdade de ingresso que tem como contrapartida a necessidade de observância de regras resilientes de proteção, conservação, sustentabilidade e valorização por parte de cada um.
Os alunos através da sua construção, manutenção, estudo, alcançarão conhecimentos que no futuro diligenciem o desenvolvimento social e económico, cientifico e de realização humana e cultural, reconhecendo que é com um uso razoável dos recursos da Terra e preservando as espécies e os habitats naturais que conseguimos um desenvolvimento sustentável.
Contagiar os alunos a disseminar ciência para com os outros alunos e professores, compreender uma forma de vida sustentável e ser um agente ativo na sustentabilidade do planeta, é o retorno efetivo desejado com este projeto.


 

Repensar a nossa Horta Escolar

A horta escolar tem um papel que se quer mais presente na nossa escola, como tal estão ser efetuadas melhorias na horta. Contamos com a ajuda da Câmara Municipal de Braga que nos deu todo o apoio para criar uma horta escolar melhorada. A equipa do Eco-escola agradece todo o apoio para um espaço que se quer de todos os alunos e professores do nosso agrupamento.


 

Alunos do André Soares selecionados para Missão JRA no Jardim Zoológico de Lisboa

Trés alunos do André Soares foram selecionados para a participar na Missão JRA Jardim Zoológico de Lisboa 2022 Conservação “ex situ”. Esta missão decorre do 8 a 10 de abril, é uma atividade aberta à rede JRA e Eco-Escolas, visa criar competências nos jovens nas áreas da investigação, recolha e tratamento da informação e comunicação numa perspetiva de Jovens Repórteres para o Ambiente, através de um exercício de intensa reportagem (Missão jornalística).
A Missão terá a duração de 3 dias e será constituída por trabalho de campo, entrevistas, trabalho em grupo, produção de artigos e outros trabalhos de comunicação. Será divulgada em todos os órgãos de comunicação a nível regional e nacional, bem como na rede internacional JRA.
O enfoque das reportagens será papel dos Jardins Zoológicos na conservação “ex-situ”: oportunidades e desafios.
Parabéns à Francisca, ao Carlos e Gustavo!