A Voz aos Alunos (atualizado)

A atividade “A Voz aos Alunos” que mobilizou todos os alunos dos 2.º e 3.º ciclos produziu os resultados que abaixo se sintetizam. Trata-se de uma reflexão sobre valores a pensar nos desafios e no perfil do aluno que vive o século XXI.
A crónica da Dra. Graça Moura no espaço Voz às Escolas do Correio do Minho teve como temática, precisamente, a iniciativa que se explora neste texto.

Responsabilidade e Integridade
O que é ser responsável?
Pensa em situações em que se observam comportamentos de responsabilidade e integridade. Dá exemplos.
– Estes dois conceitos estão interligados entre si, pois uma pessoa não pode íntegra sem ser responsável.
– Ser responsável é ser capaz de responder pelos seus próprios atos e ações.
– Devemos respeitar o próprio dependentemente das suas qualidades e defeitos.
– Saber arcar com as consequências dos seus atos.
– É fazer tudo o que é preciso e não deixar para depois.
– É ajudar os que precisam.
– É ser honesto e não mexer no que é dos outros.
– É ser coerente
Exemplos
– Ter consciência do que está certo ao errado.
– Uma pessoa responsável cumpre os seus deveres.

Excelência e exigência
Na tua opinião, o que é a exigência?
O que entendes por excelência? Dá exemplos de situações.
– Quem chega à excelência chega porque se esforçou. Ex. Prémios de Mérito (Excelência e Valor) são “mini prémio Nobel”.
– Exigência e excelência dão-nos oportunidade de chegar ao topo. Ex. Exigimos de nós próprios, os professores também são exigentes.
– Exigência é querer ser melhor para ter um futuro melhor.
– Excelência é sermos melhor no que fazemos. Ex. Notas, estudo, esforço.
– A exigência é um impulso para alcançar um objectivo.
– A exigência torna-nos pessoas melhores.
– A exigência não significa perfeição mas sermos os melhores nas pequenas coisas do dia-a-dia.

Curiosidade, reflexão e inovação
Achas que a criatividade é valorizada na escola? Fundamenta.
De que forma a escola oferece condições para desenvolveres a tua curiosidade, capacidade de reflexão e de inovação?
Como pode a escola fomentar, ainda mais, a curiosidade, reflexão e inovação?
– A escola devia de promover mais visitas de estudo.
– As aulas deviam de ser mais dinâmicas.
– Devia haver mais espaços ao ar livre e mais dispositivos móveis nas salas de aula.
– Era importante fazer trabalhos diversificados.
– A escola oferece condições para desenvolver a criatividade e a capacidade de reflexão.
– A biblioteca é um espaço de aprendizagem onde se descobre mais informação, ler aumenta a nossa imaginação.
– A escola devia dar oportunidade a todos os alunos de participar nos projectos que desenvolve e nos clubes que dinamiza.
– Promover mais debates para dar opinião e desenvolver a criatividade.
– As frases expostas nas paredes da escola em diferentes línguas estimulam a capacidade de reflexão e de curiosidade.
– A criatividade não é valorizada.
– O gabinete de reflexão, as mensagens sobre ambiente, os inquéritos na biblioteca  ajudam a desenvolver a capacidade de criatividade e de reflexão.
– O laboratório de matemática, o clube de xadrez e a sala de estudo atividades na biblioteca são espaços que desenvolvem a capacidade de inovação.

Cidadania e participação
Em que situações consideras que és ou podes ser um cidadão ativo?
Que Direitos Humanos consideras mais importantes nos dias de hoje?
A escola é um espaço de cidadania e participação? Dá exemplos.
Ser cidadão ativo é :
  > Participar em eleições (delegados de turma, associação de estudantes…).
 > Lutar por direitos ou por causas.
 > Respeitar os colegas.
 > Contribuir para melhorar as condições de vida na terra.
 > Ajudar pessoas com limitações.
 > Expressar as nossas ideias.
-Participação é podermos ter voz ativa tanto na escola como na família.
– Direitos mais importantes: respeito que é base de tudo, liberdade de expressão, direito à vida, segurança, às mesmas oportunidades de inclusão, direito a ter uma família.
– A escola é um espaço de cidadania e de participação. Ex: Associação de estudantes, atividades em que os alunos tenham voz.
– É um espaço de cidadania ativa quando:
 > Os alunos participam na limpeza da escola e reciclam os resíduos.
 > Os alunos participam ativamente nas atividades extra curriculares.
 > Não ter vergonha de expor as dúvidas e curiosidades.
 > Não desperdiçar comida.
 >Ajudar a integrar alunos novos.

Liberdade
José Jorge Letria diz que “Liberdade é um pássaro a cantar dentro da boca”. Comenta.
O que é viver em liberdade?
Dá exemplos de liberdade na escola.
– A liberdade é o 25 de abril, liberdade de expressão, agir de forma livre e pensar pela própria cabeça.
– Liberdade na escola é poder dar a nossa opinião.
– Liberdade é um pássaro a voar.
– Liberdade é podermos ser quem somos sem termos de ser julgados.
– A liberdade é frágil e pode ser retirada a qualquer momento.

Exemplos de liberdade
– A voz aos alunos.
– A escola cria momentos que dá voz aos alunos.
– Liberdade de expressar dúvidas nas aulas.
– Liberdade de relacionarmos com etnias e nacionalidades diferentes.


Formar e Educar com Desporto Adaptado


No dia 13 de dezembro realizou-se no pavilhão da escola André Soares uma atividade para os alunos, em aula de Educação Física, onde havia a possibilidade de experimentarem modalidades de desporto adaptado.
Esta iniciativa foi da responsabilidade da Associação Play Happy que proporcionou a prática de Goalball (futebol para invisuais), Boccia e Voleibol Sentado.
Este projeto está integrado no Programa Nacional de Desporto para Todos (PNDpT)Formar e Educar com o Desporto Adaptado 2019.
Foi fantástica a sensibilidade e motivação dos alunos em experimentarem estas modalidades específicas adaptadas das pessoas com deficiência, potenciando a inclusão de todos.
Para todos os participantes foi uma manhã desportiva espetacular!


Grupo de Cordas e clube Artimove na EB1 do Carandá


O grupo desportivo de Cordas e o clube Artimove da Escola André Soares animaram a comunidade escolar da EB1 do Carandá.
Participaram mais de 30 alunos que exibiram várias coreografias deslumbrando os mais pequenos para a prática desportiva.
Este momento desportivo encantou todos os presentes num saudável convívio e na troca de experiências desportivas entre os dois meios escolares.
Terminou com a alegria de todos os alunos a saltar à corda, motivando-os ainda mais para a prática desportiva.


Diplomas de Mérito

Convite à Comunidade Escolar
A excelência e valor conquistam-se com a entrega plena ao desejo nobre de querer sempre mais.
Um querer empenhado, honesto, sólido, dourado pelo brilho de instantes fulgurantes que marcam a escalada de gente que segue em frente, com dedicação, empenho e persistência.
O sucesso é de quem acredita no que talvez não possa alcançar. Como diz o poeta, “Na aventura efémera da vida, o que importa é partir e não chegar”.

Durante o mês de novembro e dezembro procederemos à entrega dos diplomas de mérito aos alunos do Agrupamento André Soares, reconhecendo o empenho, a excelência e o valor dos nossos alunos.
Organizadas pelos Coordenadores de Estabelecimento e Direção do Agrupamento, com o empenho de todos os professores titulares de turma e diretores de turma, dividem-se em várias sessões, no auditório Braga Simões, na escola sede, sempre às 18 horas, para possibilitar a participação das famílias.

Calendarização
– EB1 do Carandá, 27 de novembro
– EB1 de S. Lázaro, 3 de dezembro
– EB1 do Fujacal, 9 de dezembro
– Alunos que frequentam no corrente ano o 5.º, 6.º e 7.º ano de escolaridade, 10 de dezembro
– Alunos que frequentam no corrente ano o 8.º, 9.º e 10.º ano de escolaridade, 11 de dezembro


 

 

Rochas e Minerais – o olhar dos alunos do 7.º H


No âmbito da disciplina de Ciências Naturais, em interdisciplinaridade com Português, OC e TIC, planificou-se e concretizou-se o Domínio de Autonomia Curricular (DAC) 1.
Associando a Semana da Cultura Científica ao Plano Nacional das Artes, a professora Márcia Coutada, coordenadora do referido plano, conversou com a turma no sentido de sensibilizar para a arte como forma de exprimir sentimentos, emoções e mundividências.
A artista Paula Rego, entre outros, teve particular destaque num diálogo que levou os alunos a refletir sobre a eventual veia artística existente em cada um de nós.
Previamente, em atividade laboratorial, apreciou-se a beleza das amostras das rochas e dos minerais que, conjugada com atividades de pesquisa e registo fotográfico, resultou num enriquecimento significativo de todos os envolvidos.
Finalmente, recolheu-se e organizou-se informação para a exposição “Rochas e Minerais – o olhar dos alunos do 7ºH”.
Provou-se que a arte e ciência formam uma parceria feliz!


Texto coletivo – Disciplina de Português (7.º H)


Tabela Periódica humana

Hoje, dia vinte de novembro, no âmbito da Semana da Cultura Científica, os nossos alunos do 8.º ano montaram uma versão da Tabela Periódica dos Elementos Químicos, por eles construída.
A atividade enquadra-se na comemoração dos 150 anos da Tabela Periódica.
Parabéns aos nossos alunos!


A Terra Treme

No dia 15 de novembro será realizado em Portugal o exercício público de prevenção do risco sísmico A TERRA TREME, às 11 horas e 15 minutos, com a duração de 1 minuto. A Direção-Geral da Educação, no âmbito da Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e do Protocolo de colaboração estabelecido para o domínio do Risco com a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, vem convidar os agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas a participar nesta iniciativa.
A TERRA TREME é um exercício que pretende alertar e sensibilizar a população para agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo. Durante um minuto, a população deverá praticar os 3 gestos que podem salvar vidas em caso de sismo – Baixar, Proteger e Aguardar.
Esta atividade incluída na área da Educação para a Cidadania tem ainda como finalidade desenvolver e reforçar uma cultura de segurança, promovendo uma cidadania ativa e participativa desde cedo nas crianças e jovens dos vários níveis de educação e ensino


 


Alunos do 5.º ano expõem trabalhos

Trabalhos realizados por alunos do 5.º E, F, G, H e J, na disciplina de Educação Visual, com a colaboração da disciplina de Educação Tecnológica. Os trabalhos expostos foram o resultado do teste diagnóstico aplicado às turmas, nas duas primeiras aulas do ano letivo.